sexta-feira, 9 de julho de 2010

30 Anos Sem VINÍCIUS DE MORAES, o Poetinha

Mensagem à poesia

Não posso
Não é possível
Digam-lhe que é totalmente impossível
Agora não pode ser
É impossível
Não posso.
Digam-lhe que estou tristíssimo,
Mas não posso ir esta noite ao seu encontro.

.............................................................................

Mas não a traí. Em meu coração
Vive a sua imagem pertencida,
E nada direi que possa envergonhá-la.
A minha ausência é também um sortilégio
Do seu amor por mim.
Vivo do desejo de revê-la
Num mundo em paz.
Minha paixão de homem resta comigo;
Minha solidão resta comigo;
Minha loucura resta comigo.
Talvez eu deva morrer sem vê-la mais,
Sem sentir mais o gosto de suas lágrimas,
Olhá-la correr livre e nua nas praias e nos céus
E nas ruas da minha insônia.
Digam-lhe que é esse o meu martírio;
Que às vezes pesa-me sobre a cabeça
O tampo da eternidade
E as poderosas forças da tragédia
Abatem-se sobre mim, e me impelem para a treva
Mas que eu devo resistir, que é preciso...
Mas que a amo com toda a pureza
Da minha passada adolescência
Com toda a violência das antigas horas
De contemplação extática
Num amor cheio de renúncia.
Oh, peçam a ela que me perdoe,
Ao seu triste e inconstante amigo
A quem foi dado se perder de amor
Pelo seu semelhante
A quem foi dado se perder de amor
Por uma pequena casa
Por um jardim de frente,
Por uma menininha de vermelho
A quem foi dado se perder de amor
Pelo direito de todos terem um pequena casa,
Um jardim de frente
E uma menininha de vermelho;
E se perdendo, ser-lhe doce perder-se...
Por isso convençam a ela,
Expliquem-lhe que é terrível
Peçam-lhe de joelhos que não me esqueça,
Que me ame, que me espere,
Porque sou seu, apenas seu;
Mas que agora é mais forte do que eu,
Não posso ir
Não é possível
Me é totalmente impossível
Não pode ser não
É impossível
Não posso.

video
video
video

Ah, Vinícius
Se tu eras o Poetinha
Quem sou então
Com esta minha poesia tão pequena
Tão merrequinha?

Darci Borges

Um comentário:

  1. Vinicius teve uma vida invejável, aproveitada sob várias aspectos, e de quebra, deixou uma obra maravilhosa em letras faladas e cantadas.

    Abraços,

    ResponderExcluir